Massagem Sensual – O passo a passo para surpreender

A massagem sensual pode ser uma ótima aliada pra você que tem vontade de sair da rotina e fazer algo diferente.

“Mas eu nunca fiz massagem, e agora?!”

Calma, com o passo a passo que eu vou te ensinar, mesmo se você nunca tenha feito uma massagem na vida, você vai se sair bem e, claro, surpreender o parceiro (a).

A massagem sensual, além de ser uma ótima opção nas preliminares, ela também pode ser feita com intuito de relaxamento. Ou seja, quando o parceiro está cansado e precisando de um cuidado a mais, porque não agradar o parceiro com uma bela massagem?!

Leia também:

Se preparando para a massagem sensual

Antes de partir para a parte prática, é necessário que você se atente com alguns pontos:

O Parceiro (a)

  • Trabalhe com as preliminares mentais.
  • Crie expectativa nele (a).
  • Mande fotos insinuando o que espera ele (a).
  • Não mande nudes direto, seja sutil.

Ambiente

  • Prepare um ambiente gostoso e confortável.
  • Deixe uma meia luz, pois além de criar um clima, facilita na hora de massagear.
  • Se atente à temperatura do local. Se necessário deixe um ventilador ou aquecedor no ambiente.
  • Se preferir, coloque uma música que seja agradável pra vocês.

Você

  • Esteja completamente presente naquele momento, ou seja, dedique-se.
  • Procure evitar distrações.
  • Faça um exercício de respiração antes de começar para se concentrar.
  • Primeiro, inspire pelo nariz e solte pela boca.
  • Depois inspire e expire pela boca aumentando a intensidade.
  • Não é necessário mais do que 30 segundos!

Passo a Passo da Massagem Sensual

Inicialmente a massagem sensual vai ser uma massagem mais relaxante, com objetivo de sensibilizar o corpo. Mas claro, será necessário alternar toques mais leves e mais intensos, pois não queremos que a pessoa durma, não é mesmo? Portanto iremos relaxar no começo para depois energizar e partir de fato para a parte erótica.

Primeira Etapa – De Bruços

  • Primeiro, deite o parceiro (a) de barriga pra baixo, de costas pra você.
  • Não vá com muita sede ao pote, ou seja, não vai colocando a sua mão direto no corpo do parceiro.
  • Primeiro pega o óleo, hidratante ou aromatizante de ambiente e passa próximo do nariz dele.
    Dessa forma você estará estimulando os sentidos dele.
  • Próximo do corpo esfregue bastante as suas mão e depois bata palma.
    Isso irá ativar o calor e também a energia que você vai passar nos primeiros momentos.
  • Comece a passar a mão por todo o contorno do corpo.
    Tocando? AINDA NÃO! Esse é o tipo de toque que chamamos de energético, você irá quase tocar o corpo dele, mas não toca.
  • Depois começa a alisar das costas até os pés. ALISA, ALISA e ALISA.
    Nesse momento, você está começando a sensibilizar o parceiro, permitindo contato com o teu corpo, ajudando ele a relaxar.
  • Faça um toque bem geral por todo o corpo, de forma leve.
  • Você pode também focar mais nas costas, mais especificamente na base da coluna, no quadril.
    Por que? Pra levar mais sangue pra região e com isso ter uma excitação maior e uma ereção melhor.
  • Para isso, coloque uma das mãos na nuca dele e com a outra faça movimentos circulares na região lombar.
  • Depois você fará novamente um toque mais sensual, mas dessa vez um pouco mais forte, a nível de músculo, apertando um pouco.

Segunda Etapa – De Frente

  • Se aproxima devagar e fala no ouvido algumas coisas que você vai fazer agora de frente, ou seja, crie expectativa.
  • Quando ele (a) virar, pede pra fechar os olhos, faz novamente a respiração e esquenta as mãos.
  • Comece com o toque seco, ou seja, um toque energético.
  • Faça toques leves, que quase encosta no corpo ou apenas superficial com a ponta dos dedos ou com as unhas.
  • Depois parte para o toque úmido, ou seja, um toque muscular, apertando, como se fosse massagear o osso lá dentro.
    Esse tipo de toque já tem uma característica mais sexual, pois tem a ver com constrição, com amarrar, algemar e segurar.
  • Aborde as zonas erógenas do corpo do parceiro (a), começando com as áreas secundárias, as quais tem uma grande presença de terminações nervosas. Portanto são bem sensíveis ao toque, porém em geral são pouco tocadas.
    São elas: atrás da orelha, nuca, junções dos braços, lateral e inferior do peitoral, inferior da virilha, ossos do quadril, parte interna das coxas, parte de trás dos joelhos e lateral dos pés.
  • Use a criatividade e varie os tipos e intensidade dos toques nas áreas erógenas secundárias.
  • Não seja monótona! Se sentir que está muito repetitiva, dá uns soquinhos pra acordar.
  • Comece a tocar as área erógena primárias, ou seja, as partes do corpo que são relacionadas diretamente com a questão sexual (mamilos e genitais).
  • Para começa a massagem sensual nessas áreas, você vai começar da mesma maneira que iniciou a massagem, sensibilizando, passando a mão de leve.
  • Depois você pode tocar mais diretamente as áreas.
  • Massageie os testículos e faça movimentos verticais no pênis, utilizando a ponta dos dedos. No caso de ser uma parceira, você pode introduzir o dedo na vagina e massagear o ponto G.
  • Nesse momento, utilize um óleo ou lubrificante.

Finalizando

  • Você pode usar essa massagem sensual como preliminar do sexo.
  • Se for esse o caso, após as etapas anteriores vocês podem partir para o contato físico, beijos e a relação em si.
  • Caso vocês queiram parar por aqui, coloque a mão sobre o peito e a outra sobre o baixo ventre do seu parceiro e façam uma respiração juntos (inspira pelo nariz e solta pela boca).
  • Se o objetivo for relaxar, fechem os olhos, inspirem e contraiam todo o corpo e depois solta.
  • Repitam algumas vezes e pronto!
Experimente os diversos tipos de toque, misture vários elementos e estimule a sua criatividade. Você pode também experimentar usar outras partes do corpo para fazer a massagem. Não tenha vergonha e deixe a insegurança de lado! Use a ponta do seu nariz, o seu cabelo e até mesmo seu hálito, criando diferentes sensações. Sinta o que tem mais a ver com o seu parceiro e faça ele (a) subir pelas paredes.

Vote! Quantas estrelas esse artigo merece?

(8 avaliações, média: 4,63 de 5)
Loading...

Comentários